Display para Alcool Gel 1
Banner Anuncie Aqui 730×150

Download

Olá, tudo bem?

Você é otimista ou pessimista, quando se trata de lidar com algumas questões relacionados à sua Imagem?

Olha só, eu não estou aqui para te dizer que você deve ignorar seus problemas, frustrações, complexos ou particularidades do seu corpo, imagem e aparência, fingir que não está acontecendo nada, passar por cima de uma realidade que talvez esteja prejudicando sua vida pessoal ou profissional, ok!

A conversa aqui é para que você que me ouve agora, possa no melhor momento, olhar para si e se encarar com mais positividade e otimismo … vamos exemplificar tudo isso pra você compreender melhor.

Pois bem, você sabe aí que a pessoa otimista é aquela que diante dos problemas, consegue apesar de tudo, enxergar as coisas com uma lente mais positiva, pensando sempre que o bem vai superar o mal e que de algum jeito as coisas vão melhorar – já a pessoa pessimista, afirma que tudo vai dar errado e quando há alguma chance de dar certo, isso possivelmente não passa pela cabeça de uma pessoa pessimista.

O que muita gente pensa é que, otimismo ou pessimismo já nascem com a gente – ou você é um ou outro e vai morrer assim, como se isso fizesse parte da sua personalidade. Nana nina Não, não é bem assim que a banda toca – saiba que é uma questão de aprendizado, ou seja se você é um poço de pessimismo ou conhece alguém que seja assim, dá super pra aprender e desenvolver o otimismo ainda nessa vida.

E quer saber? Essa é época maravilhosa para aprender a ser mais otimista, não acha!

Mas como fazer isso, quando o tal do pessimismo invade o olhar para si mesmo – de repente você está vivento um momento difícil e acabou por ganhar peso ou emagrecer demais ou o corpinho mudou no pós parto, o cabelo está passando por uma fase meio rebelde, a grana tá curta e você não consegue investir em roupas boas como antes, terminou o relacionamento amoroso e está com os holofotes acesos, colocando uma luz intensa em suas imperfeições…isso tudo e muito mais pode ser melhorado, sendo por exemplo,  MAIS OTIMISTA!

Tudo vai depender de como você vai explicar e explanar seus problemas, fracassos, coisas chatas que podem estar acontecendo aí em sua vida. E, quando digo explicar é a maneira que você explica para os outros e para você mesmo, aí em sua mente.

Exemplo fácil e bem comum de acontecer é quando a pessoa ganha peso (exceto por alguma patologia, claro) digamos que deu aquela relaxada, burlou o cardápio da nutri, ou nas festas de final de ano, resolveu comer tudo que tinha direito e ao subir na balança, aquele susto – quem já passou por isso, aí? É bem nessa hora ou na pior das hipóteses, no momento de vestir aquele jeans que adoraaaa e percebe que não está servindo, que você vai conseguir avaliar o quão otimista você é diante destas situações não tão legais que podem acontecer.

E aí, se eu te perguntar como você reagiria diante de uma cena dessas, o que você responderia?

Você é do tipo de pessoa que diria para si e para os outros: “Ah, eu sou azarada(o) mesmo, fulana come feito um leão e não engorda – isso só acontece comigo! “ ou você diria “Poxa, engordei! Agora nada me serve! Tô ferrada!” ou você é a pessoa que diz: “Ops, engordei, as roupas estão bem apertadinhas, mas nada como boa alimentação, exercício físico e um pouco de paciência pra tudo voltar como era antes!”

Quem é você diante de uma situação dessas, heim? Ou melhor, quem você deseja ser, e de que maneira vai encarar você mesmo?

Lembrando que sempre dá para aprender a ser uma pessoa melhor e mais positiva!

Fique com Deus e até breve!