A chuva de ontem (28) em Jaboticabal, com 100 milímetros em menos de uma hora – segundo a Estação Agroclimatológica da Unesp – trouxe lembranças desagradáveis. A água que chegou a cobrir ruas e calçadas na avenida Elias Rocha Barros atentou muitos jaboticabalenses para um fato ocorrido há quase dez anos, mais precisamente em março de 2006,  quando um homem de 58 anos morreu ao ser arrastado pela enxurrada naquele local.

De lá para cá obras foram feitas no bairro, como galerias fluviais e canalização do córrego Jaboticabal, que ontem não transbordou. A avenida Elias Rocha Barros é um dos locais mais movimentados do bairro Ponte Seca,  com lojas e casas, além de muitos transeuntes que ontem correram riscos devido a velocidade e o volume de água que descia pela via.

Em 1999 duas mortes também ocorreram em decorrência da chuva. A aposentada Graziela Vezeni Mônaco, de 74 anos, que morreu afogada em sua casa por não conseguir sair antes da inundação da residência, próxima ao córrego Cerradinho. A segunda vítima, Gilberto Cornelian, faleceu depois de seu carro cair no buraco de uma ponte.

Vídeo enviado ao Jornal 101 pela munícipe Maria Inês Parisi. Imagens foram feitas na avenida Elias da Rocha Barros durante a chuva da última quarta-feira (28). Assista e confira: