Moradores do condomínio Athenas, localizado no bairro Cohab 1 em Jaboticabal, estão assustados com um vazamento de gás que ocorreu próximo a alguns apartamentos. Os prédios foram construídos pelo CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano do Estado de São Paulo).

Tubulação de gás com vazamento (Foto: Jornal 101)

Tubulação de gás com vazamento (Foto: Jornal 101)

No local, moram mais de 350 famílias, mas os problemas são vários, segundo relatos. São apartamentos com infiltrações, rachaduras, entupimento da rede de esgoto, ausência de energia elétrica, além do que mais assusta: o vazamento de gás.

A reportagem do Jornal 101 entrou em contato com alguns moradores do local que reclamaram sobre a situação. Em 2013 ocorreu no mesmo condomínio uma explosão durante a manutenção de um vazamento, que feriu um homem e deixou os moradores sem gás durante o dia todo.

O professor Nilton Cesar do Nascimento mora ao lado do atual vazamento e informou que, inclusive, teve que tirar a família do local na última semana devido à quantidade de gás que entrava na residência dele.

No local havia várias baratas (Foto: Jornal 101)

No local havia várias baratas enquanto a reportagem fotografava (Foto: Jornal 101)

O Corpo de Bombeiros esteve condomínio e orientou que os pontos com vazamento ou suspeita sejam lacrados até que um técnico do CDHU compareça ao lugar. A reportagem do Jornal 101 também entrou em contato com o CDHU em São Paulo que, pela assessoria de impressa, informou que encaminhará uma nota.

Ouça a reportagem completa com as entrevistas:

O CDHU se manifestou após a reportagem por meio de nota. Confira:

Governo do Estado de São Paulo – Secretaria da Habitação – CDHU

“Em relação ao Conjunto habitacional Jaboticabal D, a Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU) informa: O fornecimento de gás aos moradores do bloco F já foi normalizado. Assim que teve conhecimento do problema, na última quarta-feira (12/08), a CDHU acionou a construtora responsável pela edificação do empreendimento, que prontamente realizou vistoria no local e executou os reparos. Os serviços foram concluídos na data de hoje (14/08).

Na vistoria realizada foi constado que o problema ocorreu no transbordamento das caixas de inspeção de esgoto e, consequentemente, infiltração de água de esgoto no solo. O acúmulo causou afundamento de terra e o deslocamento da tubulação de gás, que deu início ao vazamento.

Os moradores foram orientados sobre os cuidados necessários na manutenção das caixas de gordura e inspeção do sistema de esgoto, com limpezas periódicas, para evitar novos entupimentos e transbordamentos. Cabe ressaltar que, os serviços manutenção e conservação nas áreas e instalações comuns dos prédios devem ser realizados pelo condomínio”.