Temer ou Dilma, no fim de agosto