Produção da Basilar deixará de operar em Jaboticabal (Foto: Reprodução/Google Maps)

Produção da Basilar deixará de operar em Jaboticabal (Foto: Reprodução/Google Maps)

A empresa Basilar de Jaboticabal demitiu nesta sexta-feira (18) 215 funcionários da área de produção. Segundo informações apuradas pelo Jornal 101, apenas os setores de comercialização e distribuição continuarão operando no município, com 242 funcionários.

De acordo com a assessoria de imprensa da empresa a produção ficará a cargo da cidade de São Caetano do Sul (SP). A M. Dias Branco S/A (Basilar) e a Prefeitura de Jaboticabal se pronunciaram sobre o acontecimento por meio de nota.

Nota da M. Dias Branco S/A:

“A M. Dias Branco informa que a produção de massas alimentícias no Estado de São Paulo passará a ser realizada exclusivamente na sua unidade situada no Município de São Caetano do Sul (SP), com o intuito de aproveitar melhor a capacidade produtiva desta planta, que possui tecnologias mais modernas, trazendo ganhos de eficiência e produtividade.

Com a transferência da produção de massas para a unidade de São Caetano do Sul, serão mantidos na unidade de Jaboticabal (SP) os serviços de comercialização e distribuição dos produtos, preservando mais de 50% do quadro atual de colaboradores, garantindo a oferta dos produtos no mercado e assegurando a presença da Companhia em Jaboticabal.

Lamentavelmente, com o agravamento da crise econômica brasileira, deixou de ser viável o funcionamento de duas plantas industriais de massas no Estado de São Paulo. Ciente de sua responsabilidade social, a empresa está oferecendo um pacote de benefícios aos colaboradores desligados, além das verbas rescisórias previstas em lei.

A M. Dias Branco compromete-se, também, em apoiar os colaboradores desligados, integrando-os no Programa Novos Caminhos, que oferece treinamento com o objetivo de ajudá-los na busca por novas oportunidades de trabalho.

Por fim, é importante reiterar que a empresa segue com seus planos de fortalecimento de sua atuação na região Sudeste, bem como de contínuo desenvolvimento da marca Basilar.”

Nota da Prefeitura de Jaboticabal:

“É com pesar que a Prefeitura de Jaboticabal foi informada hoje pela Basilar que a produção de massas alimentícias por suas unidades localizadas no Estado de São Paulo passará a ser relizada apenas na unidade de São Caetano do Sul. Na unidade de Jaboticabal serão mantidos os serviços de comercialização e distribuição de produtos e não mais a fabricação, o que significa que 50% dos colaboradores serão dispensados.

A Prefeitura de Jaboticabal lamenta a decisão da M. Dias Branco (Basilar), que justificou que a unidade de São Caetano é mais moderna e que a crise nacional afetou a empresa, sendo necessário limitar a produção a uma única planta industrial.

A Secretaria Municipal de Indústria e Comércio, por meio do Posto de Atendimento ao Tabalhador (PAT), vai se empenhar ao máximo para colaborar na recolocação destes trabalhadores.

Quando começaram a circular boatos de uma possível interrupção nas ações da Basilar em Jaboticabal, a Prefeitura procurou a assessoria de imprensa da empresa (Press a Porter), que alegou não ter esta informação. O único contato da empresa com a Prefeitura foi feito no dia 18, ao meio e dia e meia, quando chegou uma carta endereçada ao prefeito Raul Girio assinada pelo vice-presidente de Investimentos e Controladoria, Geraldo Luciano Mattos Júnior, solicitando o apoio da Prefeitura no sentido de enviar o currículo dos trabalhadores dispensados para as vagas disponíveis no PAT. Na carta, anexada, a Basilar garante ter oferecido um pacote de benefícios aos colaboradores desligados e compromete-se a apoiar os colaboradores, integrando-os no Programa Novos Caminhos, que oferece treinamento para a busca de novas oportunidades.”