Ouça a crônica do professor Ricardo Gestal: