Especial Cana-de-açúcar do Jornal 101 informa sobre cenário atual da cultura canavieira (Arte: Fábio Penariol/Jornal 101)

Especial Cana-de-açúcar do Jornal 101 informa sobre cenário atual da cultura canavieira (Arte: Fábio Penariol/Jornal 101)

A cana-de-açúcar, matéria prima mais antiga do Brasil, gera, além do açúcar, álcool anidro (aditivo para a gasolina) e álcool hidratado para os mercados interno e externo. Colabora, ainda, na produção de alimentos, papel, plásticos, produtos químicos, além de fornecer energia elétrica.

As 82 cidades da região chegaram a ter cerca de 40 usinas e mais de 300 empresas de equipamentos agroindustriais, sendo considerada o principal polo sucroalcooleiro do mundo.

Entretanto, a região – que já foi responsável por quase um terço das lavouras de cana-de-açúcar no Estado de São Paulo – vem perdendo espaço nos últimos dez anos, devido à crise econômica enfrentada pelo setor sucroalcooleiro.

Recentemente, a Socicana (Associação dos Fornecedores de Cana de Guariba) e a Coplana (Cooperativa Agroindustrial) se uniram para buscar culturas alternativas à cana, em virtude das sérias dificuldades pelas quais passa o setor.

O que fazer? Quais as consequências para as cidades da região que estão diretamente ligadas à monocultura canavieira? As alternativas estão no especial “Cana, e agora?”. Acompanhe no áudio a quinta e última parte do Especial Cana e Agora? Nós temos hoje matéria que trata sobre possíveis soluções para a crise sucroalcooleira, com a participação da Tecnóloga em Biocombustíveis e Doutoranda da Unesp de Jaboticabal Juliana Pelegrini Roviero.