Ontem (27) aconteceu a audiência pública de elaboração e discussão da LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) para o ano de 2016. O orçamento da Prefeitura de Jaboticabal foi apresentado na Câmara Municipal no período da manhã, e cerca de vinte pessoas, entre secretários, vereadores, imprensa e munícipes estiveram presentes. Após a apresentação dos valores, foi aberto espaço para as pessoas interessadas participarem de um debate com propostas e sugestões.

LDO esteve em pauta na Câmara Municipal (Foto: Fábio Penariol/Jornal 101)

LDO esteve em pauta na Câmara Municipal (Foto: Fábio Penariol/Jornal 101)

Participação

O membro do grupo Pró-Mobilidade Urbana, Orlando Silva Junior, por exemplo, questionou o horário em que a audiência aconteceu e chamou a atenção para a mobilidade urbana do município, trabalhadores informais e transporte coletivo urbano.

O Dr. João Martins Neto, presidente da Comutran e advogado e membro da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) fez questionamentos em relação às receitas e despesas da Prefeitura. Outro que também falou foi o vereador Sergio Ramos, que questionou sobre a dívida dos contribuintes.

A secretária da Fazenda de Jaboticabal Elivaine Silva respondeu alguns dos questionamentos e informou sobre a dívida dos contribuintes, que segundo ela, fica entre R$ 50 e R$ 60 milhões.

Ouça a reportagem completa:

Download: Clique, use o botão direito do mouse e escolha a opção ‘salvar como’

Valores em destaque

As secretarias que receberão os maiores repasses da Prefeitura são Educação, cerca de R$ 72 milhões, Saúde, que ficará com aproximadamente R$ 68 milhões, a Fazenda que beira a casa dos R$ 36 milhões, e a secretaria de Obras receberá valores entorno de R$ 29 milhões.

A autarquia Saaej terá um valor entre R$ 24 e R$ 25 milhões. Já a Câmara Municipal terá direito a algo próximo de R$ 9 milhões. O Seprem (Serviço de Previdência Saúde e Assistência Municipal) receberá aproximadamente R$ 44 milhões, e a FAE (Fundação de Amparo ao Esporte), R$1 milhão e meio de reais.